Skip navigation


Como último post de comercial, gostaria de fechar com o comercial que eu mais gosto, do Xbox, que atinge no alvo todo o conceito de jogar como algo desnecessário, e tenta dar uma nova vertente ao tempo gasto pra jogar, como sendo desperdiçado, como a maioria acha.

Para os navegantes da vasta internet que caíram aqui de pára-quedas, sou aluno de uma Universidade em São Paulo chamada FAAP, e conforme proposto numa disciplina chamada “Novas Tecnologias”, passamos 4 meses escrevendo um blog.
Leram o trecho acima? Pois é, essa é uma das coisas que aprendi, a sempre colocar referências no texto do que !está acontecendo”, pois como a internet é tão cheia de artigos, e os leitores não param pra ler por muito tempo, nem quando entendem do que se trata o texto, imagine quando não sabem!!
Muito boa a experiência, pois pudemos expressar nossa opinião sobre diversos textos atualíssimos de coisas acontecendo em tempo real, e vimos que leva tempo e textos de muita qualidade para se ter pageviews respeitadas, onde se ganha dinheiro nos banners. Com isso podemos respeitar mais quem tem muitas pageviews, e imaginar como foi dificil o começo deles, como foi proliferando no boca a boca da internet. Esse mesmo poder de trazer milhares de visitas sem fazer propagandas no rádio ou televisão, mostra a força que o “mar” de pessoas da internet traz quando se juntam numa só “onda”.
Desde melhorias sociais, até banalidades do dia a dia, as pessoas tem sua curiosidade aguçada por bons escritores internet afora, talentos que talvez passariam batidos em outras épocas, agora têm seu espaço, sua própria democracia. Aprendi 4 meses depois que a rotina sendo mantida, atualizando o blog, suas pageviews aumentam, e lhe estimulam a escrever, mais e mais.
E que fazer as coisas dentro do prazo estipulado é importante, porque agora vou ficar só com 50% da minha nota (por favor Eric reconsidere!). Brincadeiras à parte, tentei demonstrar como você pode escrever realmente o que quiser, e até ter uma repercurssão sobre isso, isso é blog.


Esse comercial do novo Honda Accord chama tenção, por ser gravado ao vivo! Isso mesmo!! anunciado e filmado num determinado horário! Pelos comentários no you tube foi gravado na terça-feira, as 20:10.

Combina muito com o slogan da Honda “The Power of Dreams” (O poder dos sonhos).

O artigo do Estadão, ajuda muito a discussão proposta desde o começo do semestre sobre o blog como uma ferramenta social. Fica claro que os blogs têm mais a oferecer do que somente contar o dia a dia do blogueiro. Não tem limites a comunicação, é um canal aberto e democrático para opiniões e até para falar com a prefeitura de sua cidade, ajudando a fazer reparos, e manutenções que ajudam no bem estar social. A Internet prova ser o que você quiser que seja, uma ferramenta de senso comum, ou somente um dia a dia com banalidades. Façam bom uso!!


 

 
Esse é um comercial antigo, mas na minha opinião atemporal. Como transformar uma brincadeira antiga como Pega-Pega, num comercial de sucesso? Pergunte a Nike.

Muito bom o artigo de Thiane Loureiro. Eu acho que com a velocidade de criação de softwares, tanto pela Microsoft, pelo Google, e por um garoto na garagem de sua casa, está difícil acompanhar a internet em todos os sentidos. Evoluem muito rápido os meios de propagação de conteúdo, e com isso profissões ditas “modernas” até, como Relações Públicas, não conseguem entender essa velocidade, e acabam tomando decisões arcáicas, utilizam velhos meios, acham que somente publicando um press release na página da empresa é suficiente. Com toda a gama de recursos da internet atualmente, é um insulto só divulgar desta maneira (press release), com tantos meios interativos onde você pode escutar o cliente, ver comentários, ver material produzido pelo cliente relacionado, etc…

As relações estão evoluindo em todas as profissões, e acho difícil acompanhar essa evolução se tratando de internet.

Concordo com o artigo proposto, vivemos certamente numa era onde domina a superexposição. os meios cibernéticos, proporcionam exposições dos gostos mais intimistas. Para alguns adolescentes pode parecer um grito de liberdade, onde se usufrui dessa exposição para ser visto, um grito “ei estou aqui!”, onde o importante é querer ser aceito, e mostrar na sua preferência filmes de sucesso, músicas e livros. Servem de cenário pra uma conversa introdutória sobre suas preferências com outros adolescentes que partilham as mesmas. Mas já não vejo com bons olhos, pois chegaremos num ponto, onde não teremos mais assunto, pois numa rede social sabemos todos os gostos da pessoa, numa rede social politizada saberemos seu posicionamento diante do governo, numa outra rede ainda saberemos que tipos de personalidades essa pessoa procura combinar, ou não, já descartando uma aproximação. Onde está aquela conversa onde descobrimos a pessoa e seus gostos, com esmeros e surpresa? O mundo está ficando sem graça… e perigoso.

Condizente com o nome do blog (uia condizente!), esse novo comercial com o padrão Nike de qualidade, se supera no quesito, transpor, imergir o espectador na pele de um jogador. É uma nova sacada, a câmera subjetiva, muito próxima de mostrar uma realidade dentro e fora dos campos, com treinamentos e afins.

Take it to the Next Level

Já foi explicado em outro post aqui sobre o funcionamento do Twitter. Pois agora temos novas funções em cima deste serviço! O Twitter Vision por exemplo, nos mostra em tempo real num mapa mundi, as mensagens do Twitter sendo enviadas de qualquer lugar do mundo!! Simplesmente estava vendo uma mensagem do Canadá, e de repente piscou uma mensagem de Hong Kong! Obviamente, não entendi bulhufas… mas é fantástico ver em tempo real-geograficamente! E o Twitter Map, é um adicional que reúne mensagens num mapa mais detalhado, com ruas e etc… Mostrando tambem as mensagens do Twitter. Para tal basta você mandar a mensagem do Twitter seguido por “L:” e o lugar, por exemplo “L: Las Vegas, NV”, e com isso ficam ali registradas as mensagens! Podemos enviar ao Tibet dando uma força né? Tá aí um exemplo de bom uso, mas tambem, numa simples olhada, mensagens totalemnte inúteis e descartáveis. Ou seja, mais uma faca de dois gumes da Web 2.0!

RSS é uma nova tecnologia denominada Really Simple Syndication. É em essência um tipo de linguagem que permite adicionar os Feeds! Calma… Feeds, são as fontes de informação que você escolhe, ao indicar esse feed em um site “Leitor”, você consegue se manter atualizado, assim que aquela fonte se atualizar, e dos mais variados Feeds. RSS é a linguagem que permite esse acesso às informações! Como vantagem temos a informação, sempre que atualizada. Como desvantagens, temos o ciclo vicioso de entrar na mesma fonte sempre, não variar suas fontes, e com tantas notícias afora, é impossível ler tudo que se há para ler. Relacionando com o conceito de Lúcia Santaellla de leitor imersivo, podemos estar sempre imersos na notícia. Sempre interagindo com as fontes de leitura no momento que estão sendo atualizadas, não perdendo um segundo sequer. Com os feeds de áreas específicas, como esportes, tecnologias, etc… o leitor se pauta por uma leitura muito específica, íntimo da linguagem hipermidiática. Serviços como o Igoogle, ou NetVibes, vão além, seus usuários conseguem customizar sua página inicial, escolhendo os serviços que quer à disposição. Seus feeds, seu orkut, até distrações, como um quebra-cabeça sudoku é possível, de acordo com as preferências do usuário.